Big Data, quanto mais cedo você souber melhor


big-data-exemplos

Descubra o que é Big Data e entenda porquê os dados vão mudar o mundo dos negócios

Por ano geramos mais de 8 zettabytes de dados, para se ter noção da quantidade de informação gerada, 1 zettabyte é igual à 75 bilhões de iPods de 16 gigabytes. Uma quantidade grande de informação não é mesmo? Pois bem, damos então o nome de Big Data a essa quantidade de informação gerada

Esse volume de informação é tido em uma velocidade absurda e em uma variedade inimaginável, temos todo o tipo de informação através do big data e essa informação tem um valor para nós que é claro validado pela veracidade de todos esses dados.

Há empresas que trazem o Big Data no DNA, são as chamadas empresas “Data Driven” que são nada mais nada menos que empresas guiadas por dados, mas esqueça essa ideia de que big data é exclusividade de grandes empresas, até mesmo uma planilha do Excel reúne dados que trazem resultados relevantes.

O big data não faz milagre

A questão principal não é o volume de dados, mas a variedade deles e a velocidade com a qual eles precisam ser analisados

Mario Faria, Chief Data Officer na
Fundação Bill & Melinda Gates

Portanto ter um amontoado de informações não significa nada se não houver uma equipe qualificada e de olho na estratégia, a análise de dados deve atender as estratégias do negócio, porém duas em cada três empresas enfrentarão desafios nessa área, clique aqui e saiba o que as empresas estão fazendo para não morrer.

Por isso necessitamos de ferramentas especialmente preparadas para lidar com o grande volume de dados de forma que toda e qualquer informação possa ser encontrada, analisada e aproveitada em tempo hábil.

Big Data Analytics

As empresas então usam softwares de inteligência artificial, como o Watson da IBM, para cruzar todos esses dados funcionando como uma espécie de peneira de dados que tem por objetivo identificar padrões de consumo e comportamento e assim dar um norte gerencial para a tomada de decisão, os chamados Insights.

Por exemplo, entendendo melhor o perfil do consumidor de uma determinada área (dados) é possível contratar um tipo de mão de obra especializada em lidar com aquele público específico.

Mas como os Big Datas analytics fazem isso?

Esses softwares leem todos os dados brutos, que é qualquer dado, cruzam padrões e esses dados viram informações, essa informação vira conhecimento e do conhecimento ela vira um insight para a tomada de decisão.

big-data-process

Exemplo de Big data Analytics

Vamos supor que somos da empresa NET e queremos diminuir a taxa de churn (taxa de clientes que cancelam o serviço) e estamos o big data analytics para tal fim.

Então por exemplo, o software de big data analisa todos os dados de ex-assinantes, planos contratados, as queixas registradas etc. e transforma em informação como por exemplo como listas de reclamações e lista inadimplentes.

Essas informações por sua vez são transformadas em conhecimento, pois agora se sabe os planos mais e menos rentáveis, os que mais tem possibilidade de cancelamento entre outras coisas. E de posse de todo esse conhecimento o software te dá um insight que é basicamente uma sugestão para a tomada de decisões.

big data exemplo de processo

Sim o software vai começar a tomar decisões, isso vai acabar com o emprego dos marqueteiros ? A resposta é não, a diferença é que esses profissionais deverão ser cada vez mais analíticos para interpretarem os dados que o Big data analytics entregar e muito mais criativos para poderem transformar essas informações em estratégias relevantes e diferentes.

Mais Exemplos do uso do Big Data

Por meio da tecnologia Brand Logo Detection uma empresa fez uma busca de hashtags no Instagram relacionadas à passagem de ano como: #virada2017, #felizanonovo e #feliz2017, foram então analisadas mais de 48 mil imagens com a intenção de saber a bebida e a marca que as pessoas mais consomem.

Ou seja, o big data iria olhar e analisar a foto de 48 mil pessoas e identificar a bebida e a marca mais consumida na festa de virada do ano. E o resultado foi que … (than nan nan nan) a cerveja é a bebida mais consumida, até então sem muita novidade apesar de algumas pessoas pesarem no champanhe.

Mas aqui que os dados começam a ficar mais interessantes, a marca que mais apareceu nas fotos foi a (than nan nan nan) Heineken (4.629 aparições), seguida de perto pela Skol (4,315 ocorrências). Como assim as Heineken é a cerveja mais consumida no ano novo?

Não, ela não é a mais consumida, mas é a que oferece um maior status, por isso todos querem tirar foto tomando Heineken e postar no Insta.

Outra informação que se conseguiu tirar foi o de consumo associado, onde a marca Jack Daniel’s se destaca, misturado principalmente a Coca-Cola (4.820 casos).

Tendo posse dessas informações podemos pensar em bastante estratégias e largar na frente da concorrência.

O marketing big data então é uma realidade que não podemos negar muito menos descartar de quisermos sobreviver no mundo dos negócios.

 

Comments 1

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Big Data, quanto mais cedo você souber melhor

Entrar

Don't have an account?
inscrever

reset password

Back to
Entrar

inscrever

Back to
Entrar
Choose A Format
Personality quiz
Series of questions that intends to reveal something about the personality
Trivia quiz
Series of questions with right and wrong answers that intends to check knowledge
Poll
Voting to make decisions or determine opinions
Story
Formatted Text with Embeds and Visuals
List
The Classic Internet Listicles
Open List
Submit your own item and vote up for the best submission
Ranked List
Upvote or downvote to decide the best list item
Meme
Upload your own images to make custom memes
Video
Youtube, Vimeo or Vine Embeds
Audio
Soundcloud or Mixcloud Embeds
Image
Photo or GIF
Gif
GIF format

Send this to a friend