Aprenda a inovar com as escolas de samba


Todos os anos são quatro madrugadas com a programação da principal emissora de TV do país tomada por desfiles. A busca pelo troféu do grupo especial de SP e RJ parece sempre a mesma coisa, né? Não, as escolas de samba das duas principais cidades do Brasil tem muitas lições de como inovar.

A criatividade é tão presente nas competições carnavalescas que o Estandarte de Ouro, principal premiação para as escolas do Rio de Janeiro, em 2018 criou a categoria inovação. Desde os anos 1970 os cariocas mostram o que é vanguarda na maior festa popular brasileira.

Joãosinho Trinta é apontado como o primeiro grande inovador do Carnaval. Campeão cinco vezes seguidas, entre 1974 e 78, ele foi o responsável por levar o luxo para os desfiles. Depois, ele mesmo protestou contra isso, em 1989, com “Ratos e Urubus, Rasguem Minha Fantasia”. Neste ano a Beija-Flor levou para a Sapucaí um carro com um Cristo Redentor coberto por lona e o texto: “Mesmo proibido, olhai por nós”. A frase era uma alusão à proibição de desfilar com o Cristo vestido como um mendigo.

Inovação está no DNA das escolas de samba

Seguindo o exemplo de Joãosinho, surgiram outros grandes carnavalescos. Renato Lage levou a Mocidade Independente de Padre Miguel a três títulos e dois vice-campeonatos nos anos 1990 com desfiles high-tec. Paulo Barros assumiu esse papel nos anos 2000, quando levou um carro coreografado simulando uma estrutura de DNA.

Depois, Barros ganhou o Brasil com a comissão de frente que realizou truques de mágica, como trocas de roupas em instantes. Em 2015 a Portela levou drones e até um paraquedista para a avenida. No ano seguinte a mesma escola apresentou um Poseidon que voava sobre as águas com um flyboard.

Em São Paulo, telões de LED apareceram no desfile da Império da Casa Verde, tendência que continua em alta e foi usada por escolas de samba cariocas também. A Unidos da Tijuca em 2015 tinha uma ala inteira toda iluminada, enquanto em 2016 Ana Hickmann, pela Vai-Vai, levava uma cópia do Museu do Louvre que mudava de cor.

Lições aprendidas ao inovar

Assim como na vida, a inovação nem sempre será sinônimo de sucesso imediato. Muitos dos exemplos dados acima não foram recompensados com o título do carnaval. Ao mesmo tempo, todas elas mostraram novas formas de fazer o desfile e foram incorporadas por outras escolas posteriormente.

Serão 27 agremiações reconstruindo o carnaval a partir das 23h15 do dia 09/02 e mostrando que em qualquer lugar é possível inovar. Bora aprender?

Comments 0

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Aprenda a inovar com as escolas de samba

log in

Captcha!

reset password

Back to
log in
Choose A Format
Personality quiz
Series of questions that intends to reveal something about the personality
Trivia quiz
Series of questions with right and wrong answers that intends to check knowledge
Poll
Voting to make decisions or determine opinions
Story
Formatted Text with Embeds and Visuals
List
The Classic Internet Listicles
Open List
Submit your own item and vote up for the best submission
Ranked List
Upvote or downvote to decide the best list item
Meme
Upload your own images to make custom memes
Video
Youtube, Vimeo or Vine Embeds
Audio
Soundcloud or Mixcloud Embeds
Image
Photo or GIF
Gif
GIF format

Send this to a friend