Você sabe o que é Edge Computing? Conheça o próximo passo da computação em nuvem


O que é edge computing? Tendência reforça segurança e privacidade de dados
Redfox

Nos últimos anos, a computação em nuvem surgiu trazendo muitas facilidades para as demandas de armazenamento de dados. Agora uma nova tecnologia começa a se destacar para melhorar essa experiência. É o conceito sobre o que é edge computing ou computação de borda! Proporcionando mais segurança e rapidez no processamento de dados, essa novidade reverbera na transformação digital de vários setores da economia pelo forte potencial de disrupção.

Para o Gartner, uma das principais empresas de pesquisa e consultoria do mundo, a computação de borda é uma forte tendência para o futuro. Thomas Bittman, Distinguished VP Analyst do grupo, afirma que a tecnologia ainda está no começo, mas pode alcançar a mesma relevância da computação na nuvem em um futuro próximo.

“Consideramos a edge computing uma das dez principais tendências em TI e necessária para as empresas se tornarem negócios digitais. Prevemos que, até o final do ano 2021, mais de 50% das grandes corporações implementarão pelo menos um caso de uso de computação de borda para suportar IoT ou experiências imersivas, contra menos de 5% em 2019. Além disso, prevemos que, até o final de 2023, mais de 50% delas implementarão pelo menos seis casos de uso de computação de borda implantados para IoT ou experiências imersivas, contra menos de 1% em 2019”.

Felipe Freire, Cloud Private Offering Manager da IBM na América Latina, contextualiza o que é edge computing: “A computação de borda é a capacidade de computação na ponta da rede que possibilita processar, analisar e responder a informações no local em que elas são geradas. O processamento dos dados é realizado onde as ações são executadas, reduzindo o tempo de reação”.

Thomas enxerga a tecnologia como um potencial para resolver vários requisitos da nuvem. “A edge computing torna o processamento mais próximo de pessoas e coisas, o que permite resolver alguns dos vários requisitos, como baixa latência, custo de largura de banda — especialmente diante da necessidade de filtros — semiautonomia e privacidade / intimidade”.

Ele explica que a baixa latência reduz atrasos causados pela velocidade da luz nos sistemas de back-end, enquanto a semiautonomia está ligada à capacidade de continuar executando quando a conexão de back-end fica temporariamente inativa. Já a privacidade e confidencialidade surgem quando os requisitos regulatórios restringem o local onde informações pessoais e confidenciais são processadas e para onde são enviadas.

adsense

Como a Edge Computing ganhou relevância

Embora as atenções só se voltaram para a tecnologia recentemente, o conceito de o que é edge computing já existe há alguns anos. Freire aponta os principais elementos que levaram a esse cenário: “O interesse na edge computing aumentou agora por causa do crescimento do número de dispositivos gerando dados — como mobile, carros inteligentes e sensores — o iminente impacto das redes 5G e a necessidade de regulamentação no manuseio dessas informações”.

Thomas tem uma visão parecida, elencando a influência dos negócios digitais, da Internet das Coisas (IoT) e das experiências imersivas na relevância da tecnologia. “Surgiram novos modelos de negócio, bem como uma maior interação entre as empresas, pessoas e coisas. Vimos serem alavancados também os momentos dos pequenos e novos negócios, a conexão de objetos com a Internet das Coisas e as tecnologias de realidade aumentada e virtual. Essas tendências foram importantes direcionamentos para a edge computing”.

Do ponto de vista mais técnico, ele reforça os impactos da nuvem na demanda de computação de borda. “A cloud computing melhorou radicalmente o processamento de back-end, com mais independência, agilidade e escalabilidade, mas não conseguiu melhorar o front end. O sucesso da nuvem destacou os casos de uso que exigem processamento em tempo real e agilidade de front-end”.

Computação em borda transforma o mercado

Para Felipe, a transformação digital já é uma realidade para muitas empresas. Saber o que é edge computing e adotá-la nos processos tem potencializado a evolução dos negócios. “A computação de borda pode expandir ainda mais as capacidades de inovação das empresas. Por meio dela, podemos estender o poder computacional desde a nuvem até os dispositivos na ponta, possibilitando novas aplicações que reduzem o tráfego de dados e o custo da transmissão, melhoram a segurança e a privacidade dos dados, e lidam melhor com a intermitência de conectividade”.

O Cloud Private Offering Manager da IBM na América Latina explica que há vários setores inovando a partir dessa tecnologia. A própria empresa tem desenvolvido projetos diversificados. “A IBM já trabalha com empresas de todas as indústrias na adoção das capacidades de edge computing para a criação de novos modelos de negócios com o foco nas áreas de cadeia de suprimento inteligente, monitoração e controle de ativos, lojas inteligentes, mobilidade, segurança pública e controle de emergências, entre outros. Fornecemos serviços profissionais de consultoria e desenvolvimento de novas aplicações, plataforma de multicloud híbrida, que inclui edge computing, e soluções como AI at Edge e Edge Analytics”.

De fato, as vantagens da computação de borda estão despertando o interesse das empresas, que buscam novas formas de expandir os negócios. Bittman acredita que a tecnologia será um grande diferencial para o mercado. “A edge computing complementa a nuvem, mas é o novo limite. Por isso, esperamos que uma enorme quantidade de investimento corporativo se concentre nela como um diferencial competitivo. E já estamos vendo isso em consultas”.

O Distinguished VP Analyst do Gartner afirma que, se a IoT conecta objetos, a computação de borda também permite habilitar pessoas, permitindo a colaboração de colegas de trabalho, por exemplo, além de integrar a realidade virtual em vários projetos. “Eu incluiria até mesmo os smart speakers, como a Alexa ou o Google Assistant, que ganham cada vez mais capacidades de edge computing. A computação de borda tem uma vasta aplicabilidade e definimos doze categorias de uso, desde as experiências imersivas até automação de negócios e sistemas”.

Agora que você já sabe o que é edge computing, que tal se juntar às empresas que já acordaram para a tecnologia? Se a computação de borda vai tomar conta do mercado, quem investir mais cedo pode ter uma boa vantagem competitiva em um futuro próximo!

Redfox

Comments 0

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Você sabe o que é Edge Computing? Conheça o próximo passo da computação em nuvem

Entrar

Don't have an account?
sign up

reset password

Back to
Entrar

sign up

Back to
Entrar
Choose A Format
Personality quiz
Series of questions that intends to reveal something about the personality
Trivia quiz
Series of questions with right and wrong answers that intends to check knowledge
Poll
Voting to make decisions or determine opinions
Story
Formatted Text with Embeds and Visuals
List
The Classic Internet Listicles
Open List
Submit your own item and vote up for the best submission
Ranked List
Upvote or downvote to decide the best list item
Meme
Upload your own images to make custom memes
Video
Youtube, Vimeo or Vine Embeds
Audio
Soundcloud or Mixcloud Embeds
Image
Photo or GIF
Gif
GIF format